Telefones:
Fixo: (61) 3326-1162
Celular: (61) 98205-0009
Whatsapp: (61) 98205-0031 Como Chegar

Como Chegar


Especialidades

CARDIOLOGIA

Cardiologia é a especialidade médica que se ocupa do diagnóstico e tratamento das doenças que acometem o coração bem como os outros componentes do sistema circulatório.

CHECK-UP

Quando fazer um check-up cardiovascular?
Caso o paciente não tenha fatores de risco a avaliação cardiológica é necessária nos homens acima de 45 anos e em mulheres na fase após a menopausa, pois é o período em que aumenta o risco de problemas cardiovasculares.
Além disso, caso se tenha detectado algum problema do coração é necessário ir no cardiologista pelo menos uma vez no ano e sempre que este indicar, para ajustar o tratamento.

Check-up do coração é essencial para prevenir doenças e evitar morte súbita. Doenças cardiovasculares são líderes em mortalidade, tanto em homens quanto em mulheres.

A idade e algumas doenças pré-existentes devem ser levados em conta na hora do exame. Devemos controlar os fatores de risco como obesidade, tabagismo, diabetes, hipertensão e colesterol. Essa é a melhor forma de prevenção.

Mesmo que saudável e sem sintomas, devem fazer no mínimo um check up básico, com avaliação dos possíveis fatores de risco e alguns exames, incluindo o eletro, o ecocardiograma e o teste de esforço.

PORQUE FAZER UM CHECK-UP MÉDICO?

Fazer um check-up médico significa realizar vários exames médicos para garantir que está tudo bem com a saúde e diagnosticar precocemente alguma doença que pode ainda não ter manifestado sintomas. Para possibilitar esse diagnóstico precoce, além do exame clínico/físico, é necessário exames complementares
Normalmente, a necessidade de se realizar um check up depende do estado de saúde da pessoa, seu histórico de doenças e doenças familiares e, a frequência com que deve fazer os exames deve ser decidido pelo clinico geral, que acompanha o indivíduo.

 

RISCO CIRÚRGICO

A avaliação do risco cirúrgico consiste em uma avaliação geral de um determinado paciente que será submetido a algum procedimento cirúrgico e, por consequência anestésico. A avaliação do risco cirúrgico é muito importante, pois previne complicações no pré e pós-operatório, ou seja, determina se uma pessoa pode ou não (ou se deve ou não) se submeter a alguma cirurgia, levando em conta sua condição física no pré-operatório, o tamanho da cirurgia que será realizada e a indicação da mesma. Não raro uma cirurgia é contra indicada durante a avaliação do risco cirúrgico devido às comorbidades do paciente, pois os benefícios que poderiam vir com a cura cirúrgica pode não compensar os riscos aos quais o paciente está exposto por se submeter a determinado procedimento cirúrgico.

Por se tratar de uma avaliação do estado geral do paciente, o médico responsável pela liberação do risco cirúrgico, um cardiologista, se apoia em alguns exames complementares para ter certeza do seu diagnóstico.

ENDOCRINOLOGIA

O endocrinologista é o médico que cuida dos transtornos das glândulas endócrinas.

As glândulas endócrinas são órgãos que secretam substâncias no sangue, conhecidas como hormônios.

A Endocrinologia visa reconhecer e tratar os problemas com esses hormônios, ajudando a restabelecer o equilíbrio do organismo.

As principais patologias diagnosticadas e tratadas pelo endocrinologista são: obesidade, desordens hormonais, alterações de ciclo menstrual, diabetes, colesterol alto, tratamento do câncer de glândulas, como câncer de tireoide, entre outros.

NUTRICIONISTA

O Nutricionista investiga e controla a relação do homem com o alimento para preservar sua saúde. Define cardápios, sugerindo pratos variados e equilibrados, que supram as necessidades nutricionais dos pacientes. Orienta e prescreve dietas individuais, para diabéticos, hipertensos, obesos e pacientes de doenças renais, hepáticas ou qualquer outra cujo tratamento exija acompanhamento alimentar específico.

BIOIMPEDÂNCIA:

Monitoramento do ganho ou perda de massa gordurosa.
Monitoramento do ganho ou perda de massa magra.
Avaliação dos níveis de hidratação.
Avaliação do impacto da Atividade Física na composição corporal.
Avaliação da eficácia de tratamento dietético e/ou medicamentoso na perda da gordura corporal.
Avaliar a evolução nutricional de pacientes submetidos a tratamento, cirúrgico para controle do peso corporal.
Avaliação do risco de desenvolvimento de doenças como diabetes e hipertensão devido ao excesso de gordura.